Turismo Sustentável – tudo o que você precisa saber

Você já ouviu falar em turismo sustentável? Antes de mais nada, já parou para pensar no impacto que o turismo pode trazer para o meio ambiente?

Geralmente quando falamos sobre viagens pensamos logo nos pontos positivos. Vamos atrás de um roteiro, dicas exclusivas, passeios e outros detalhes. E muitas vezes o turismo sustentável, ou responsável, nem passa pela nossa cabeça.

Apesar do impacto do turismo não ser um tema novo, a discussão e a relevância vêm tomando forçar com o tempo. Por isso separamos informações para você conhecer todos os detalhes sobre o turismo sustentável. Além de diversas dicas práticas para fazer a diferença. Preparados?

Caetanos de Cima - Ceará. Comunidade de pescadores que trabalha com turismo sustentável (Foto: @temaiseme)
Caetanos de Cima – Ceará. Comunidade de pescadores que trabalha com turismo sustentável (Foto: @temaiseme)

O que é turismo sustentável?

Primeiramente vamos esclarecer o que é turismo sustentável. O conceito define como um tipo de turismo que considera os atuais e também os futuros impactos a nível econômico, social e ambiental.

O Conselho Global de Turismo Sustentável (GSTC) cita ainda a preservação do patrimônio natural e da biodiversidade, além do respeito a autenticidade sociocultural da comunidade local. Outro ponto interessante, ainda pensando nas comunidades locais envolvidas muitas vezes nesse processo de turismo, é a distribuição mais justa, sendo o turismo consciente uma forma de aliviar vulnerabilidades sociais.

Como falei anteriormente, o conceito de turismo sustentável não é novo, foi mencionado pela primeira vez em 1992 em uma conferência na cidade do Rio de Janeiro. Na época foram estabelecidos 3 pilares da sustentabilidade para que uma empresa turística seja sustentável. Em seguida os pilares aumentarem e se modificaram, sendo eles atualmente: Pessoas; Paz; Parcerias; Planetas; e Prosperidade.

Lembrando que um dos objetivos do turismo sustentável é reduzir o impacto negativo do turismo sem a mesma preocupação.

Por que devemos pensar em uma nova forma de fazer turismo?

Pensar em um turismo responsável é urgente e isso não quer dizer que você não vai poder viajar e conhecer novos lugares. Pelo contrário, essa ideia de turismo nasceu justamente para que você possa continuar conhecendo novos locais, mas sem causar impactos negativos.

Os recursos naturais estão escassos, ou seja, o turismo de massa pode aumentar a vulnerabilidade social de moradores locais (levando em conta a má distribuição do lucro desse tipo de turismo), além de mascarar para quem visita o que realmente acontece por trás.

Muitos locais mostram uma realidade bonita para o turismo que fica por lá durante 3 ou 4 dias, mas quem vive diariamente só vê os prejuízos causados por tudo isso. Sem ao menos saber, podemos estar financiando algumas coisas que não estamos de acordo.

Somente com o turismo sustentável você ainda poderá conhecer famosas paisagens naturais, conversar com pessoas da comunidade local ou não ter lixo quando for tomar um banho de mar naquela praia que todo mundo posta no Instagram.

Em resumo, é preciso pensar em uma nova forma de explorar esse mundo que tanto amamos e temos sede em conhecer.

Impactos negativos do turismo

Eu sei, talvez você esteja olhando os impactos negativos do turismo depois desse artigo. Todo mundo sempre fala da parte boa, de cidades que vivem praticamente do turismo e como essa ideia parece ser ideal para criar novos empregos, por exemplo.

E de fato, o turismo pode aumentar os empregos no local, contribuindo com uma maior renda e dando acesso a uma infinidade de coisas. Só que para tudo existe o lado negativo e na indústria do turismo isso não é diferente. Confira alguns desses impactos:

Meio Ambiente

Estudos recentes mostram os impactos no sentindo ambiente, como por exemplo, maior emissão de gases de efeito estufa.

Ecossistema

A degradação de diversos ecossistemas é outro ponto, além da exploração dos animais como atração, quem nunca viu uma foto nas redes sociais desse tipo de turismo?

Os animais passam a ser apenas um elemento para deixar a foto mais bonita e interessante e o mesmo acontece com pessoas.

Cultura

Destinos com aspectos culturais próprios acabam se tornando um espetáculo, a maioria das pessoas não querem verdadeiramente conhecer aquela comunidade ou o que aquelas pessoas têm para ensinar.

Novamente as fotos para as redes sociais parecem falar mais alto por aqui, logo os turistas fazem com que a comunidade se torne mais um elemento turístico.

Geração de renda

Voltando na geração de renda e de empregos citadas, na grande maioria das vezes é uma ideia falsa. Sabemos que o capitalismo acaba colocando esse dinheiro na mão de países considerados desenvolvidos. Pouco fica com a população local e não o suficiente para uma vida não vulnerável.

Turismo em massa

Finalizando os aspectos negativos do turismo em massa, devemos citar o exemplo de cidades como Veneza, Lisboa, Paris e Barcelona.

Cidades com milhares de visitantes todos os dias, além da destruição dos espaços, frequentemente os moradores os locais precisam se mudar para cidades vizinhas ou bairros extremamente afastados. O turista rende mais para o dono de um apartamento no centro da cidade do que uma família que paga mensalmente.

Atualmente o custo de vida de morar no centro dessas cidades representam mais do que o salário-mínimo, fazendo com que boa parte da população não tenha condições de se manter ali.

Ocasionalmente vemos manifestações públicas contra o turismo massivo em algumas cidades, Veneza talvez seja o maior exemplo.

A cidade italiana praticamente não possui mais moradores locais, que se dizem ‘’expulsos’’ pela onda do turismo em massa nos últimos anos.

A sustentabilidade para além da preservação da natureza

Sendo assim, o turismo sustentável vai além da preservação da natureza. É preciso ter noção do maior consumo de água, dos animais como atração turística de forma indevida, do aumento de gases de efeito estufa, mas mais do que isso, é preciso pensar nas pessoas que vivem naqueles locais.

Pensar em formas justas para a distribuição de renda de acordo com os ganhos obtidos pelo turismo. Acima de tudo, evitar a apropriação indevida dos territórios indígenas para que pessoas consigam continuar morando longe em grandes centros. Em outras palavras, fazer com que a população local continue tendo condições de comprar ou alugar imóveis de acordo com o salário da região.

O turismo consciente busca abranger todos esses detalhes, procurando por políticas públicas e o comprometimento das empresas turísticas.

Restaurante das Mulheres. Empreendimento criado pelo grupo de mulheres de Caetanos de Cima como forma de geração de renda para as mulheres da comunidade.
Restaurante das Mulheres. Empreendimento criado pelo grupo de mulheres de Caetanos de Cima como forma de geração de renda para as mulheres da comunidade. (Foto: @temaiseme)

Dicas e boas práticas de turismo sustentável

Você já entendeu o que é turismo sustentável, mas ainda não sabe como colocar isso em prática nas suas viagens? Vamos te ajudar com algumas dicas.

1 – Tenha o máximo respeito pela cultura local

Já imaginou alguém entrar na sua casa e começar a tirar fotos de você e da sua família como se fossem objetos de museu?

Pesquise sobre os hábitos e sobre as tradições locais do seu destino, é preciso chegar respeitando tudo isso ao estar na casa do outro, pedindo permissão para fotos (para tirar e também para publicar, caso queira) e seguindo todas as regras de comportamento (por exemplo, evitar algumas palavras ou peças de roupas).

Não tem nada mais fascinante do que conhecer novas culturas, mas vá com esse cuidado.

2 – Fortaleça a economia local

O turismo sustentável tem como objetivo fortalecer a economia local, para que a distribuição aconteça de forma mais justa, como mencionado.

Por isso ao invés de grandes hotéis, prefira alojamento locais, restaurantes da região, artesanatos e guias que não sejam de grandes empresas. Comprar artesanato é uma ótima maneira de fortalecer a economia local e ajudar com que a cultura se perpetue.

Faz toda a diferença voltar o seu pensamento em pequenos negócios, além disso, tente não ficar pedindo desconto, realmente alguns produtos podem ser mais caros, mas envolvem mais coisas do que você imagina.

3 – Preserve o meio ambiente

Existem tantas coisas durante uma viagem que você pode fazer para que o seu turismo seja sustentável.

– Levar uma ecobag ou sacola reutilizável todos os dias e em todos os passeios, caso você queira comprar algo, por exemplo, consegue recusar sacos plásticos;

– O mesmo acontece com lenços de papel, afinal eles são utilizados vários durante dias de viagem, para evitar tudo isso leve consigo um lenço de pano;

– Levar uma garrafa reutilizável para evitar garrafas plásticas também faz toda a diferença;

– Recolher o seu lixo em praias e outros ambientes;

– Nada de recolher e levar conchinhas do mar, pedras ou qualquer outra coisa que seja da natureza;

– Economizar no banho é outro ponto importante, muitas pessoas por não estarem em casa acabam demorando muito mais tempo;

– Não financiar atividades com animais em cativeiro;

– Verificar se a impressão de tickets é realmente necessária;

– Não é porque o hotel/pousada oferece café da manhã e outras refeições no valor final que você deve desperdiçar alimentos.

Crianças ribeirinhas usando um dos principais meios de transporte na Amazônia.
Crianças ribeirinhas usando um dos principais meios de transporte na Amazônia. (Foto: @temaiseme)

4 – Use transporte público

Utilizar transporte público é uma forma de turismo consciente, sempre que possível prefira ir de ônibus ou trem, sendo assim, se programe para ficar mais alguns dias no local, se for o caso.

Outra dica é utilizar a bicicleta, em diversos destinos tem como você fazer isso, algo ainda mais benéfico para o meio ambiente e muitas vezes para o seu bolso.

5 – Sempre que possível escolha estabelecimentos sustentáveis

A depender do destino o turista pode ter dificuldades em encontrar locais sustentáveis, mas sempre procure por essa alternativa.

Por exemplo, alguma agência, alojamento ou até mesmo restaurante que são conhecidos por práticas de sustentabilidade.

Esses locais merecem o nosso apoio e enquanto seguimos apoiando, faz com que eles continuem nessa luta, indo contra a lógica do mercado.

Untamed Amazon, cruzeiro sustentável na Amazônia. (Foto: @temaiseme)
Untamed Amazon, o primeiro navio de cruzeiros sustentável na Amazônia. Ajuda na preservação do meio ambiente e empoderamento das comunidades locais. (Foto: @temaiseme)

6 – Pesquise a fundo sobre o local antes de ir

Infelizmente existem muitos destinos e atrações turísticas que são questionáveis eticamente falando, violando direitos humanos e do meio ambiente.

Sempre que escolhemos tais destinos e continuamos dando lucro, estamos reforçando o comportamento e de forma direta concordando com tudo que está sendo feito no local.

Sabemos que muitos desses destinos são quase irresistíveis, que estão em diversas listas, que aquele seu amigo achou incrível, mas se deseja mesmo contribuir para o turismo sustentável talvez não seja a decisão mais acertada.

7 – Busque iniciativas que possam valorizar a experiência

Por fim, tente buscar por iniciativas que possam valorizar a experiência, como destinos de ecoturismo, turismo rural etc.

Esses termos se encontram bem associados com a ideia de turismo sustentável, visto que seguem a conservação que esperamos, valorização dos hábitos da comunidade local, respeito pelos animais e meio ambiente, entre outros.

turismo_sustentavel
Guia Comunitário em projeto de turismo sustentável na Amazônia (Foto: @temaiseme)

Enfim, você já tinha parado pra pensar sobre de turismo sustentável alguma vez? Conte pra gente nos comentários o que te trouxe até o nosso artigo.

Além disso, comente quais dessas práticas citadas já fazem parte da sua rotina quando você viaja.

Para mais artigos como esse é só continuar em nosso site.


Perguntas Frequentes

O que é o turismo sustentável?

Turismo Sustentável é uma maneira de viajar respeitando a cultura, meio ambiente e pessoas, preservando tradições e recursos naturais. Dando protagonismo e empoderando comunidades e agentes locais. Neste artigo explicamos em detalhes o que é essa modalidade de turismo.

Como promover o turismo sustentável?

Promover o turismo sustentável é alinhar todos agentes envolvidos na atividade turística, de forma que as necessidades econômicas, sociais e ambientais ser atingidas sem que aja interferência na cultura e no meio ambiente.

VEJA TAMBÉM

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezoito + 12 =

SIGA NOSSO INSTAGRAM

PUBLICIDADE