É tempo de descobrir

-

Depois de dois meses no Uruguai descobrimos coisas sobre a cultura do povo que ou não conhecíamos ou não imaginávamos que era tão característica. Esse nosso vizinho pequenino guarda tantas surpresas que só estando aqui para desvendar algumas delas. Resolvemos contar um pouco pra que você tenha uma ideia de quão surpreendente as coisas podem ser.

Ao contrário do que você possa imaginar, o Uruguai não é barato. Não venha esperando encontrar os mesmos preços que encontramos na Argentina que você vai se dar mal. Apesar da moeda deles valer menos que o Real (a cotação é em média 1×9), os preços aqui são basicamente os mesmos praticados em SP, portanto, prepare os bolsos!

Que os uruguaios gostam de chimarrão (eles chamam de mate) não é novidade. O que você não sabe é que eles tomam MUITO e em todo lugar. Seja no frio ou no calor, andando na rua, no ônibus, no jogo de futebol, na praia, no shopping ou até mesmo sentado no banco da praça, sempre terá alguém com a cuia na mão e a garrafa térmica embaixo do braço. E se for alguém conhecido, ele vai te oferecer e compartilhar com todo prazer.

Ao contrario do que acontece em grande parte do mundo, os uruguaios não fazem distinção de sexo na hora de se cumprimentar. Seja homem ou mulher, a regra do beijo do rosto vale para todos.

Você compra Norteña todo feliz no Pão de Açúcar, né? Saiba que por aqui Norteña é Nova Schin. É a mais barata de todas, os uruguaios fazem cara feia pra ela e em restaurantes é impossível encontrá-la. Quem reina por aqui é Patricia.

No centro de Montevideo as casas parecem mausoléus. São grandes, fechadas e na maioria das vezes com fachadas mal cuidadas. Você sempre espera se deparar com uma espelunca escura quando abrir a porta. Doce ilusão! As casas por dentro são lindas e bem iluminadas. Como são antigas, todas elas possuem iluminação pelo teto, que na maioria das vezes são vitrais incríveis.

Os cachorros são educados. Não se esgoelam de latir ao ver outro na rua, andam sem coleira seguindo seus donos, gostam de brincar e são dóceis. Isso vale para todas raças, pit-bull, vira-lata, labrador e por aí vai. Por outro lado, seus donos deixam um pouco a desejar. Encontrar cocô de cachorro espalhado pela calçada é barbada.

O carnaval para eles é tão importante quanto para nós. A roda de samba uruguaia se chama candombe, que nada tem a ver com religião. Em dezembro começa o tal esquenta com as baterias das escolas de samba tocando nos parques. A batucada só termina no final de março.

E quando bate aquela vontade de fazer xixi e você está na praia? Nada de fazer na água! Por aqui as praias contam com banheiros químicos e ao contrário do que se possa esperar de um banheiro químico em um lugar desses, eles são limpos e bem cuidados.

Povo encantador que adora conversar! É muito fácil ser surpreendido por alguém puxando papo enquanto você está sentado numa praça ou na Rambla vendo o por-do-sol. Se deixe levar, sempre vale muito a pena!

Peñarol e Nacional são os dois maiores times do país, assim como Corinthians e Palmeiras, seus torcedores se odeiam e sempre sai briga no estádio. Amantes de futebol, é muito comum ver gente com o brasão de seu time do coração tatuado. No último torneio ambos deram vexame e o Danubio, equivalente ao São Caetano, levou o caneco.

Para saber que ônibus pegar, a prefeitura de Montevideo tem um site que você coloca a origem e o destino que deseja, assim como o site da SPtrans. A diferença é que, como não tem trânsito na cidade, o site diz exatamente o horário que o ônibus vai passar e quanto tempo demorará até você chegar ao seu destino. E sim, os ônibus são pontuais! Ainda falando sobre transporte público, os ônibus não tem catracas e você pode descer tanto pela porta detrás quanto pela da frente.

Montevideo possui muitas praças, parques, jardins, playgrounds e ‘academias’ ao ar livre. O mais legal disso é que população realmente utiliza esses espaços públicos. Todos os dias na Rambla (avenida da praia que vai de um ponto ao outro da cidade) é possível ver montão de gente caminhando, correndo, utilizando os aparelhos de ginástica, acompanhando os filhos no playground ou pescando.

O governo uruguaio tem um projeto de acesso à cultura. Para assistir uma comédia no Teatro Solís (o mais famoso da cidade) você paga apenas $90,00 pesos (R$ 10,00). E se quiser ver uma apresentação da filarmônica esse valor vai para $150,00 pesos (+/- R$ 17,00). Também existem tickets mensais de cinema, por apenas $300,00 pesos (+/- R$ 34,00) você compra um passe para assistir quantos filmes quiser.

Leite ainda é vendido em saquinhos, farinha de trigo em embalagem de papel e garrafas de cerveja e refrigerante são retornáveis.

As escolas públicas são conhecidas pela seu número e não pelo nome como costumamos ver no Brasil. Por exemplo: escola 22.
O uniforme das crianças é um jaleco branco, estilo o que usávamos nas aulas de laboratório, com um laço azul no pescoço fazendo as vezes de uma gravata. Elas ganham notebooks para aprimorar o conhecimento e conforme vão crescendo o notebook vai ‘aumentando’ e melhorando. Esta em vigor um projeto para substituir os notebooks por tablets.

Aqui não existe vestibular. Para entrar na universidade pública é muito simples: vá até a secretaria e faça sua matrícula. O mesmo acontece com as privadas. Minha dúvida era porque alguém escolheria estudar em uma universidade privada se na pública tem vaga para todos? Resposta simples. Nem todos os cursos que são oferecidos em uma, são oferecidos na outra.

Uruguaios não tem o costume de almoçar todos os dias como nós brasileiros. A maioria deles passam o dia a base de merienda ou milanesas e só comem de verdade no final do dia. Arroz e feijão passa longe da mesa deles.

Por aqui também tem feira-livre. Cada dia da semana é em um lugar diferente, e domingo tem a maior e mais famosa delas na rua Tristán Narvaja. O curioso dessa feira é que lá vende de tudo. Rola uma mistura de legumes, verduras, cacarecos velhos ao estilo Benedito Calixto e pasmem, animais! Sim, é possível comprar cães, gatos, passarinhos, tartarugas e até cobras!

Foram dois meses encantadores. Se você procura tranquilidade e um lugar acolhedor, certamente o Uruguai deve estar na sua listinha.

MAIS LIDOS

3 COMENTÁRIOS

  1. Muy bueno el post chicos!
    Vieron que loco las diferencias?
    Los besos, el vestibular, las catracas, las escuelas con número y muchas cosas más!

    Acá en Argentina no se van a sorprender tanto, ya que Uruguay es una provincia nuestra, medio que ya estaban en Argentina! Jajajaja

    Una corrección el mate y el chimarrão poco tienen que ver… son tan parecidos como el skate y el longboard. Sólo son unos parientes!

    Nos vemos pronto

  2. Vou pro Uruguai dia 29 agora, para as praias da Rocha. A cotação agora está em média R$0,13 centavos para 1 peso, gostaria de saber se é isso mesmo e se compensa eu trocar aqui, desde de trocar no Chuy.
    Abraços.
    Arriba!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

SIGA NOSSO INSTAGRAM